quinta-feira, 20 de novembro de 2014

AS LIDERANÇAS COMUNITÁRIAS QUEREM RESPEITO, A COMUNIDADE PEDE RESPEITO.

AS LIDERANÇAS COMUNITÁRIAS QUEREM RESPEITO, A COMUNIDADE PEDE RESPEITO.


ALGUMAS PESSOAS DO GOVERNO ACHAM QUE ESTAMOS BRINCANDO DE FAZER POLITICA COMUNITÁRIAS QUANDO COBRAMOS UMA EDUCAÇÃO, TRANSPORTES, SAÚDE COM QUALIDADE, UMA COMUNIDADE PRECISA DESSA QUALIDADE PARA SUBSISTIR OU SOBREVIVER NESSA SELVA DE PEDRA EM QUE VIVEMOS, COBRAMOS, POIS ESCUTAMOS O POVO QUE RECORRE A NÓS DE ENTIDADES COMUNITÁRIAS PARA RECLAMAR, QUANDO PROCURAMOS AS AUTORIDADES COMPETENTES E COBRAMOS MELHORIAS NOS SERVIÇOS PÚBLICOS É PORQUE O MORADOR JÁ NOS PROCUROU, MAS AS PESSOAS QUE DETÊM A DIREÇÃO DESSES SERVIÇOS FICAM ENTEDIADAS CONOSCO POR CONTA DAS COBRANÇAS E AGORA O QUE FAZER, DEIXAR AS COISAS ACONTECEREM OU PROTESTARMOS PELAS INCOERÊNCIAS QUE EXISTE NO SERVIÇO PÚBLICO, A  COMUNIDADE DE VILA ALIANÇA QUE ESTE ANO COMPLETA 50 ANOS DE FUNDAÇÃO PASSA POR PROBLEMAS SÉRIOS NO SETOR DE SAÚDE, TRANSPORTES E  INFRAESTRUTURA PARA UMA VIDA SAUDÁVEL PARA O NOSSO POVO UM ESGOTO SANITÁRIO QUE HÁ 50 ANOS  NÃO É RENOVADO E ESTÁ TOTALMENTE ASSOREADO E O PIOR QUE NÓS QUE PARTICIPAMOS DE CONSELHOS PRINCIPALMENTE O DA SAÚDE, SOMOS CONVOCADOS PARA APROVARMOS AS VERBAS DO GOVERNO, SEM O NOSSO AVAL NÃO ENTRA NENHUMA VERBA, EU PARTICULARMENTE ACREDITO NO GOVERNO EDUARDO PAES E NO VICE PREFEITO ADILSON PIRES, AGORA ELES TEM QUE SABER QUE ALGUMAS PESSOAS NOMEADAS QUE CARREGAM NA REGIÃO O NOME DO GOVERNO NÃO ESTÃO TRATANDO NOSSA COMUNIDADE COM O DEVIDO RESPEITO E NEM TRATAM AS LIDERANÇAS COM ESSE MESMO RESPEITO ENTÃO VAMOS NEGOCIAR. SERÁ QUE ESTOU ERRADO NAS MINHAS COLOCAÇÕES. NÃO QUERO SER O DONO DA VERDADE.
POR: EDILSON ADAD

domingo, 2 de novembro de 2014

A POETISA DA ZONA OESTE, QUE ENCANTOU O NORDESTE

A POETISA DA ZONA OESTE , QUE ENCANTOU O NORDESTE.

Vivemos na Zona Oeste do Rio de Janeiro, com uma população crescente de aproximadamente  1 Milhão de Habitantes, uma área que é disputada politicamente, aqui se decide uma eleição majoritária, temos aqui os grandes problemas sociais que vai desde a escassez de transportes público coletivo passando pela pouca oferta de médicos especialistas com grande demanda "reprimida" de pacientes, pouca oferta de cultura gratuita para um acesso maior as pessoas mais assalariadas, porém, temos um celeiro de grandes artistas anônimos e famosas como: HERMETO PASCOAL, ANDRE LEONO, LEANDRO LOPES(EX ÍDOLOS) BINHO CULTURA(Idealizador da FLIZO- Feira Literária da Zona Oeste- já entrevistado no programa do Jô Soares), e agora a Poetisa ANDREIA MARTINS, moradora da Zona Oeste  que apresento no blog: adadedilson, ela já tem um livro editado e faz participações em programas da Rede Globo, lançou seu primeiro livro: REFLEXO DA SOLIDÃO na Bienal do Livro em 2013.

Andreia- Eu escrevo desde os 15 anos, mas tudo começou quando eu estava estagiando no DETRO e a coordenadora de estágio sabia que eu escrevia poesias e já tinha lido algumas e me convidou a participar de uma reunião com o Professor Paulo Pimenta Vice Presidente do CIEE, eu fui com ela na reunião e no final ele me perguntou o que eu queria, então eu mostrei minha pasta de poesias a ele que levou para casa para ler, uma semana depois ele disse que esse material foi entregue ao Acadêmico Arnaldo Niskier da Academia Brasileira de Letras(ABL).

adadedilson-Então você teve um grande padrinho no inicio através do diretor do DETRO que chegou até ao Acadêmico Arnaldo Niskier, escritor.

LIVRO: Reflexo da solidão
Andreia- Após isso o Vice Presidente do DETRO Roberto Rischet ficou sabendo do livro e me chamou e disse que conversou com dois empresários que patrocinaram o livro que seria editado e lançado na Bienal do Livro no dia 7 de Setembro de 2013. A editora vende no Site dela e envia para instituições e para concursos, onde estou concorrendo ao prêmio TELECOM Portugal de Literatura, foi para São Paulo e para feiras  de Escolas Estaduais eu visito escolas públicas fazendo palestras para alunos sobre o livro e entreguei meu livro para diversos artistas, fui convidada para está na FLIZO dia 8 de Novembro no PAPO COM LEITOR, na Arena Chacrinha às 19:00 em Pedra de Guaratiba, dia 16/11 na Festa das Culturas na Paróquia Menino Jesus de Praga em Vila aliança, 6/12 em São Paulo e 20/12 no Teatro Mário Lago em Vila Kennedy, as pessoas poderão ter acesso a minha agenda ou comprar meu livro através da minha Fanpage, poetisaandreiamartins eu também lancei Antologia Literária LÂMPADA PARA O CORAÇÃO, com 826 candidatos onde fiquei entre os 96 para lançar este livro, fechei contrato com vários poetas do Rio e Niterói.

adadedilson-Você também está fazendo algum trabalho em televisão.

Andreia- Eu estou fazendo parte da equipe de figuração do programa Zorra Total, eu faço quase todas as gravações ou fico na sala do riso, gravei também pequenas participações na novela Império, eu só estou a um mês nesses trabalhos.

adadedilson-Andréia mora em Santíssimo que é um celeiro de artistas como: Andre Leono, Marcos Lírio, entre outros, na Zona Oeste há pessoas boas que desejam brilhar de forma digna e espero que consiga um patamar no mundo literário do estado e quem sabe do Brasil, agora que o Brasil  está sendo visto pelo mundo todo por conta das Olimpíadas do Rio.

Grupo de Teatro ENTRANDO EM CENA , de VARJOTA , CEARÁ
Andréia- Meu livro já ultrapassou fronteiras e já foi até o Nordeste em uma cidade do Ceará chamada VARJOTA eu conheci o Naldo Araújo que tem um grupo de Teatro com crianças, esse contato foi através da INTERNET, ele CURTIA meus trabalhos e me apresentou a elas através de fotos eu me apaixonei pelas crianças desse grupo de Teatro que chama-se ENTRANDO EM CENA, e resolvi enviar alguns exemplares desse meu livro para eles e até hoje ´é aquela paixão que elas tem por mim, elas fazem espetáculos patrocinado pela prefeitura , já ganharam prêmios e no espetáculo QUARTO DE LUIZA uma poesia minha foi adaptada ao  texto e também fizeram um evento só de poesias minhas para toda a região minha vó mora lá  e foi assistir e disse que ficou muito emocionada e com certeza em 2015 estarei lá para visitar essas crianças.

adadedilson- Bem Andréia você então está sendo um exemplo para essas crianças, então, com certeza você é referência para elas então você deve ir lá mesmos, todos estão convidados para conversar com a Poetisa Andréia Martins no dia 8 de Novembro no PAPO COM LEITOR na FLIZO em Guaratiba e no dia 16 de Novembro na Festa das Culturas na Paróquia Menino Jesus de Praga em Vila Aliança. Obrigado e muito SUCESSO para você.


Andreia Martins e Edilson Adad





















POR: EDILSON ADAD

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

A ALUNA QUE "VIROU" DIRETORA

 DIRETORA DECLARA AMOR PARA A ESCOLA E COMUNIDADE.

Professora Silvânia Lima de Castro Saraiva, atual diretora da EM Ruben Berta, fala de sua chegada à escola no inicio dos anos 70 como aluna e, logo em seguida assumindo funções e atualmente no seu 10º mandato. Como diretora geral, diz que a EM RUBEN BERTA está em seu coração e chegou a dar aula de Inglês com a estrutura do curso CCAA, onde também era professora.Ela diz que chegou à escola no ano de sua fundação, 1970.¨Eu vim através de um concurso de admissão para o 1º ano ginasial e fui convidada, pelo professor Almir Silva, que na época também veio dirigir a escola, tendo como vice-diretor o Prof Cid Vieira Cortez. Eu morava próximo ao campo do Bangu. Muitos outros alunos vinham de Bangu, Senador Camará e adjacências. O nome da escola era UNIDADE INTEGRADA RUBEN BERTA. Era uma escola muito boa, havia as matérias de Técnicas Agrícolas, Técnicas Comerciais e Educação para o Lar. Era uma escola viva, cheia de atividades e bem dirigida. Passei 4 anos do meu ginásio aqui. Sempre fui aluna das turmas UM, 101, 201. No meio do curso, houve a implantação da Lei 5.692, e com ela, a criação do Ensino Fundamental. A primeira turma da antiga 8ª série a se formar na Escola Ruben Berta foi a minha.  Revendo meus arquivos, sempre fui uma aluna estudiosa e aplicada. No Ensino Médio, fiz o curso normal no Istituto de Educação Sara Kubistheck. Os professores que marcaram minha vida na Rubem Berta  foram os professores Gutemberg e Anfilóquio(matemática), Décio(dono da escola Novo Mundo), Linéa e Marcos Vinicius( ambos de Geografia), Maria do Carmo( Inglês)  e professora Miriam que na época era professora de Francês, tendo sido  a paraninfa da minha turma na formatura. Tínhamos na escola festivais de Música, Garota Primavera e Danças Folclóricas e, muitas vezes, a escola se apresentava fora. Era uma escola bem estruturada e de ensino de ótima qualidade. Já como professora da rede, fui convidada pelo professor Almir para, além de professora, ser Coordenadora de Turno, juntamente com sua esposa D. Vanda. Eu também dava aula de Inglês em uma sala ambiente,  toda estruturada e havia um convênio com o curso CCAA, que enviava materiais  para serem  utilizados na escola. Além de ser professora do Município do Rio de Janeiro, eu também era professora de Inglês no CCAA. Nesta altura, precisei tirar licença sem vencimentos durante um ano. Quando retornei, não havia mais vaga na Ruben Berta, e, assim, fui trabalhar em outra escola da região, voltando para a Ruben Berta no ano seguinte. Após a aposentadoria do professor Almir Silva, fui convidada pelo falecido professor Fernando para participar de uma chapa na eleição de Diretores, como 2ª adjunta. A Direção era constituída por 1 diretor geral e 2 adjuntas.  A 1ª adjunta era a professora Rita de Cássia Vieira Lopes. Vencemos a eleição. Era o ano  de 1995. Desde então, estou na Direção da escola, primeiramente como Adjunta e depois como Diretora Geral. Fui, também, Diretora Adjunta com a Prof Rita. Depois do seu segundo mandato, trocamos de posições e eu vim candidata à Diretora Geral. Ganhamos mais uma eleição. E foi assim, que já trabalho nessa escola há trinta anos! Muitas coisas mudaram de lá para cá. Hoje temos um grupo muito bom, com professores comprometidos e que gostam da comunidade mas também muitos problemas a serem resolvidos. Acho que a comunidade está mais participativa. Temos o projeto ESCOLA ABERTA, que há 8 anos funciona nos finais de semana, para que as pessoas das comunidades façam cursos de Artesanato, Danças, Capoeira, Esportes, etc, o que aproxima a comunidade da escola. Antigamente a escola era muito fechada para a comunidade. A Associação de Moradores está mais presente, através do Edilson Adad, que é seu representante no CEC( Conselho Escola Comunidade), e faz o link da entidade com a escola, sendo também  o coordenador do ESCOLA ABERTA e já tendo sido  do MAIS EDUCAÇÃO. Outra parceria que traz muitos benefícios para a escola é com a NAVE DO CONHECIMENTO, coordenada por uma ex-aluna da escola, Marise Fonseca. Atualmente, temos uma participação mais responsável da comunidade. Quando era aluna,  não tinha conhecimento de como era essa participação, pois morava em Bangu. Meu pai tinha uma Veraneio e  vínhamos de Bangu pegando todos os meus colegas de turma para trazer para a Vila Aliança. A Veraneio vinha cheia de alunos. Era uma grande diversão. Na saída, eu pegava ônibus na rua Doutor Augusto Figueiredo para ir embora, então eu não sabia como era a participação da comunidade.Tenho com a Escola Municipal Ruben Berta uma ligação de trinta e quatro anos, quatro como aluna e trinta como professora, e uma história de muita dedicação, estudo, trabalho, aprendizado e amor." 
(As informações são de responsabilidade da homenageada, bem como as fotos foram autorizadas pela mesma.)
Segundo, da  esquerda para a direita,  professor Cid Vieira Cortêz . A segunda aluna da direita, professora Silvânia. O segundo à direita, Professor Almir Silva
POR: EDILSON ADAD

terça-feira, 29 de julho de 2014

SECRETÁRIO DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DO RJ DIZ QUE ALGUNS MÉDICOS NÃO SABEM REALIZAR PRÉ-NATAL NA REDE DE SAÚDE.
Secretário de Saúde do Rio de Janeiro
Drº Daniel Soranz

No sábado  dia 26 de julho o Conselho Distrital de Saúde de Bangu recebeu em sua plenária mensal o novo secretário de saúde do Município do RJ Drº Daniel Soranz.


Que informou sobre a doação de 130 Milhões feito pela Câmara de Vereadores à Secretaria Municipal de Saúde, exclusivamente para ser aplicada na construção da Clínicas de Família, com isso as obras das referidas Clínicas de Vila Aliança e Vila Kennedy recomeçaram.
Disse que precisa aprovar o mapa de construções até 2016 com novos territórios para atender as comunidades, previsão de inaugurações das clínicas será para julho de 2014.

Disse que não há previsão para inauguração da CAPS AD 3 que nem estar no planejamento.

Houve muitos avanços na saúde em 2008 havia no caixa da mesma 2 Bilhões que era repassada  hoje temos 4 Bilhões.

Sobre a contratação de ACS pela prefeitura, para criar o cargo de ACS no Município temos que demitir os 4 mil agentes  para abrir concurso. com isso podemos comprometer todo o trabalho realizado até hoje pelos que estão, pois com certeza muitos desses ACS poderão não se classificar e os novos deverão passar por um curso de formação e essa parada poderá comprometer o trabalho, temos uma lei no legislativo que garante que podemos continuar com as Organizações Sociais(OS), a procuradoria nos autoriza e  existe uma lei que também autoriza manter os ACS por CLT.

Sobre o atendimento aos detentos do complexo de Gericinó, até janeiro de 2014 o SASE fazia este atendimento, mais o MP ordenou que esses detentos entrassem também no SISREG, neste sentido todos poderão ser atendidos em qualquer CMS do RJ.

Sobre as Clinicas Conveniadas. só pagaremos os que entrarem em atendimentos através do Sistema de Regulação(SISREG)

As UPAS 24 horas da prefeitura, estão distantes da mesma e dos Conselhos de Saúde, com isso ficam distantes e não conseguiremos compartilhar os problemas nos CODS, estou preparando uma estrutura para fazer a gestão das UPAS que tem uma receita mensal de 1.200Mil/Mês

Segundo o secretário, há enfermeiros que não sabem aplicar uma BCG e médicos que não sabem fazer um Pré Natal, há profissionais que saem da faculdade e não passam por uma unidade de atenção básica em emergência por isso não tem essa prática.

Teremos 100 vagas de residência na prefeitura.
No concurso de 2017 abriremos 1000 vagas para residência para termos pessoas + qualificadas na rede de Saúde do RJ.

Entro nas redes sociais para ver o que as unidades estão realizando e há pessoas que fazem piadas com a saúde, essas piadas as vezes atrapalham a organização do sistema de saúde, enviaremos as listagens de horas oferecidas pelos profissionais para que os gestores fiscalizem os mesmos.

Enviaremos aos usuários uma caderneta de horas, para que no futuro eles possam fazer as cobranças devidas.

Sobre a Lei 12994/14, onde a presidente da república Sancionou, passando todos os ACS para a prefeitura acabando com as OS, ele diz que logo que receber o repasse nacional de verba irá aumentar o piso salarial dos mesmos, mas continuaremos com as OS administrando o RH dos Agentes Comunitários de Saúde do Rio de Janeiro.


Disse que as escolhas dos nomes as novas Clínicas de Família, é de competência da casa civil e do gabinete do prefeito mas temos visto ultimamente que o prefeito esta escutando muito as comunidades nestas escolhas, então não custa nada tentarmos.
POR: EDILSON ADAD

Edilson Adad
Conselheiro Distrital de Saúde de Bangu


















terça-feira, 22 de julho de 2014

HISTÓRIA DA FUNDAÇÃO DE VILA ALIANÇA, POR JUDITH FREITAS

Judith Maria de Freitas, filha de Maria José Bonfim e Sebastião Elias Freitas, fundadores da Associação Pró-Melhoramentos de Vila Aliança vieram de Braz de Pina e Dª Maria fazia acompanhamentos das famílias que vinha desta comunidade e da Penha segundo  Judith sua mãe era voluntária da COHAB, a 1ª moradora de Vila Aliança foi Dª Norma que foi morar na GLEBA 1 como Judith chama na Rua do Carpinteiro atual Marítimo e o 1º bebê que nasceu em Vila Aliança foi o Araújo irmão da Lúcia Helena,  disse que  havia muitas festas na comunidade na praça e na época os bailes eram realizados no Clube onde hoje esta instalado o vestiário dos alunos da Ruben Berta disse que seu pai fundou a 1ª Rádio Comunitária da comunidade junto com outro morador era apenas uma caixa de som que ficava estrategicamente colocada na praça tocando músicas e anunciando as festas e eventos da comunidade, nesta época um grupo já se reunia para discutir os problemas da comunidade na casa de Judith na Rua do marítimo, Judith citou alguns nomes além de Dª Maria e Srª Sebastião estava Sros Enoque, Antônio Barbosa, entre outros que iremos citar no  decorrer da história, em fevereiro de 1968 foi fundado a ASSOCIAÇÃO PRÓ-MELHORAMENTOS DE VILA ALIANÇA, Judith fala que na época não havia escola na comunidade e que as crianças teriam que ir a pé para Bangu, então Dª Maria José resolveu montar em sua casa o 1º grupo de alfabetização da comunidade e até hoje encontramos pessoas que estudaram com ela, esses alunos estavam se preparando para fazerem prova para entrarem na escola Nicarágua em Realengo, Judith lembra que muitos alunos passaram por Dº Maria como Bel que jogou futebol no Campo Grande, Lola que jogou no Bahia, Judith continua dizendo que os primeiros moradores passaram por muitas dificuldades, não havia transportes apenas o 810 (Vila Kennedy - Bangu via Vila ALIANÇA), e 394 mesmo itinerário e que teria como destino o centro da cidade não havia escolas, asfalto, saúde(apenas o Waldir Franco, Srº Sebastião montou o 1º time de futebol da comunidade junto com Antônio Barbosa um dos fundadores da associação, esse time se reunia na AREVA( ASSOCIAÇÃO RECREATIVA E ESPORTIVA DE VILA ALIANÇA), Judith lembra que as ruas principais Funcionários, Desenhista e Farmacêutico(nomes atuais) foram dados em homenagem ao projeto Norte Americano, ALIANÇA para o PROGRESSO, projeto esse que foi liderado pelo então presidente Kennedy, então as ruas ficaram: Rua do Desenhista( AV. ALIANÇA), Rua Farmacêutico(AV. PROGRESSO), Rua dos Funcionários era chamada de Rua Ceará e como outras  ruas era em homenagem aos trabalhadores da época, como segue algumas ruas abaixo:

Rua do Calceteiro
Rua do Balconista
Rua do Ladrilheiro
Rua do Motorista ( Orfeonista)
Rua do Musicista
Rua do Eletricista
Rua do Carpinteiro (Marítimo)
E outras ruas que listaremos na próxima página
POR: EDILSON ADAD

TROCA DE BARRACO GARANTIU IDA DE D. ZICA E FAMÍLIA PARA VILA ALIANÇA.

TROCA DE BARRACO GARANTE IDA PARA VILA ALIANÇA

D. Anazir Maria de Oliveira(D. Zica), e Sro Jair de Oliveira(falecido), são oriundos do Parque Proletário da Penha, chegaram em Vila Aliança em 3 de Janeiro de 1964 com 4 filhos as pessoas que vieram para a Vila moravam na Penha em becos, nesta época o governo estava retirando as familias que moravam nos becos para abrirem ruas largas e fazerem saneamentos básico, D. Zica e Sro Jair moravam em rua mas soube que uma pessoa que morava em um beco da comunidade não queria vir para Bangu então D. Zica soube e fez a troca e foi morar no beco para conseguir entrar na remoção para Bangu, segundo D. Zica houve 3 chamadas para a mudança, sendo que nas 2 primeiras ela viria para a rua do Caxeiro(atual Criminalista), a assistente social procurou ela  para dizer que a casa não estava mais vazia, ja tinha sido ocupada na terceira chamada D. Zica veio sem saber qual rua ela moraria e chegando uma casa vazia e encontrou a sua atual  rua do Editor, perguntei a ela o que a chamou atenção em Vila Aliança nesta época, ela disse que antes da mudança esteve 2 vezes na comunidade ma vez e 1962 e encontrou um grande descampado apenas tinha as ruas prontas com meio fio e mais nada, para se ter uma idéia não havia residência, então da rua do Editor se via toda a comunidade até a taquaral, quase no final de 1962 segunda visita dela á comunidade só tinha uma casa na rua Dro Augusto Figueiredo que era a casa modelo da comunidade e uma das grandes coisas que ela percebeu foi que daria para criar seus 4 filhos, pois 2 nasceram na Vila Aliança com dignidade pois tinha àgua em abundância que havia na época, na penha era barraco de madeira não havia àgua, em Vila Aliança àgua tinha a vontade o que não tinha era asfalto, transporte e a luz era deficiênte, segundo D. Zica era um lugar ideal para criar seus filhos, D. Zica diz que não se lembra da data mas em  1965 montaram um grupo de mulheres que se reuniam na sede da COHAB que ficava em 2 casas que agora fica o armarinho da praça em frente ao ponto de ônibus 389, lembra que uma das atividades que aconteceram de mais importante da época foi a distribuição de brinquedos que foi realizada pela LEGIÃO BRASILEIRA DE ASSISTENCIA(LBA), umas das pessoas que ajudaram D. Zica na época foram D. Claudionora (falecida) e D. Almerinda, segundo D. Zica uma das coisas que ela vê como herança é a quantidade de crianças que havia e como é atualmente.
POR: EDILSON ADAD

sábado, 5 de julho de 2014

O QUE É E PARA QUE SERVE OS CONSELHOS DISTRITAIS E MUNICIPAL DE SAÚDE.

CONSELHO MUNICIPAL E DISTRITAL DE SAÚDE.

A partir desse blog estarei informando a todos a importância dos conselhos distritais de saúde.
Instituído pela Lei Federal 8.142 e Regido pela Lei Municipal 5.104 os conselhos distritais de saúde foram constituído por representantes de associações de moradores, ONGs, Profissionais de saúde,  Gestores e prestadores de serviços de saúde( casa de saúde e Clínicas conveniadas com o SUS), a quantidade de conselheiros por APs ( Áreas Programáticas) que são 10 no RJ, AP 5.1, 5.2 E 5.3 são da Zona Oeste do RJ, Bangu é a AP 5.1, a quantidade de conselheiros por conselhos depende do número de unidades de saúde, neste caso Bangu tem 56 conselheiros, sendo 28 usuários, 14 Profissionais de saúde e 14 Gestores, temos o COMUSA (Conselho Municipal de saúde), onde é constituído por 10 conselhos distritais, 1 conselheiro titular e 1 suplente, também sindicatos de classes e patologias, totalizando 40 membros, ex: Renais Crônicos INCA (Instituto Nacional do Câncer e outros) o Presidente do COMUSA é o Secretario Municipal de Saúde e conseguimos aprovar na última Conferência Munipal de Saúde que 1 Usuário  para a executiva, sendo o substituto eventual do Presidente, com isso foi eleito o Presidente Ludugéro Antonio da Silva( Atual Presidente do Conselho Distrital de Saúde de Bangu), os conselhos que se reúnem 1 vez por mês, discutimos, encaminhamos e enviamos á SMS  nossas propostas para a saúde de nossa região o conselho também é fiscalizador, fiscalizamos os serviços de saúde públicos municipal, estadual e conveniado de nossa área e também caso necessite, fiscalizamos as clínicas e hospitais particulares em nossa área.
POR: EDILSON ADAD
NA PRÓXIMA EDIÇÃO, COMO VOCÊ QUE NÃO É CONSELHEIRO PODE PARTICIPAR.